Vereador Paulinho Costa pede 20 mil reais de indenização  à desempregada por suposto dano moral

Vereador Paulinho Costa (PDT) Divulgação/Internet

Vereador Paulinho Costa pede 20 mil reais de indenização à desempregada por suposto dano moral

O vereador da Câmara municipal de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, Leste de Minas, Paulinho Costa (PDT), ingressou com uma ação na justiça contra uma moradora do Bairro Santa Rita, requerendo um indenização de 20 mil reais, por supostamente ter sofrido dano moral. A audiência esta marcada para o dia 07 de outubro às 10 horas no Fórum de Governador Valadares.

Em petição assinada por três advogados o vereador alega ter sido ofendido em sua honra, quando a senhora Miriam Sales Alves Pinto o teria acusado de improbidade administrativa.

Recentemente Paulinho Costa foi alvo de polemicas nas redes sociais, quando um suposto áudio do vereador e um suposto assessor vazou e viralizou. No áudio ouve-se pressão a uma servidora pública para que a mesma apoiasse o vereador.

Nos documentos obtidos pelo Jornal Capital dos Vales, além da petição do vereador Paulinho Costa, há também um relatório médico que atesta que Miriam Sales faz tratamento psiquiátrico desde 2016, para transtornos de ansiedade, depressão e transtornos de comportamento, fazendo uso constante de medicamentos.

Em conversa com a reportagem Miriam disse que esta preocupada com o andamento do processo por não poder pagar um advogado para defende-la por estar desempregada, ela diz ainda que trabalha esporadicamente em faxinas e que os recursos financeiros que recebe por esse trabalho não supre nem a sua necessidade básica para compra de medicamentos que faz uso diário.

Miriam se diz decepcionada com o vereador por ter sido sua eleitora nas ultimas eleições municipais em GV. E que não imaginava ser alvo de processo por reclamar como moradora e cidadã do Santa Rita, dos inúmeros buracos que existem no bairro, e por causa dessa reclamação, ser processada em 20 mil Reais.

Em contato com a reportagem do Jornal Capital dos Vales a assessoria jurídica do vereador se manifestou em nota. Veja a íntegra:

NOTA À REDAÇÃO – CAPITAL DOS VALES