Rio Doce transborda e  bairros ribeirinhos de GV são afetados

Vista da Ilha próximo ao Garfo Clube Foto: ZéCarlos Souza/Jornal Capital dos Vales

Rio Doce transborda e bairros ribeirinhos de GV são afetados

Casas dos bairros São Tarcísio, Ilha dos Araújos, Santa Rita e São Pedro já estão alagadas. Defesa Civil alerta que o volume do rio vai continuar a subir e deve atingir 3 metros na tarde desta segunda-feira (10).

 

O rio Doce já alaga pontos mais baixos de bairros ribeirinhos em Governador Valadares. Às 11h da manhã desta segunda-feira (10), o monitoramento da Prefeitura registrou nível de 2,92 m, na régua do SAAE. A previsão é que o volume chegue a 3,60 m até o fim da tarde. Por volta das 14h, nossa reportagem esteve no Bairro Ilha dos Araújos e registrou a situação do leieto do Rio . Com  isto   casas do bairro São Tarcísio, Santa Rita e São Pedro foram  as mais atingidas pelas águas. Veja o vídeo :

O coordenador da Defesa Civil em Governador Valadares, Major Adelson Ferreira, afirma que a tendência é de que o volume do rio continue a subir ao longo do dia.

“Em razão das chuvas intensas que ocorrem na bacia do rio Doce, especialmente na região de Ponte Nova, onde está chovendo muito, essa água está chegando, então a tendência do rio é continuar subindo. Nós deveremos ultrapassar a cota de 3 metros na régua do SAAE agora no início da tarde”.

 

Água invade calçadão no bairro São Pedro — Foto: Ana Carolina Magalhães/Inter TV dos Vales

Água invade calçadão no bairro São Pedro — Foto: Ana Carolina Magalhães/Inter TV dos Vales

Segundo ele, escolas municipais já estão preparadas para acolher famílias que fiquem desalojadas em função da cheia.

O Major Adelson destacou ainda que as famílias que moram em locais historicamente afetados por enchentes devem agir de forma preventiva.

“Desde já adotem medidas preventivas. Carros de som estão circulando para alertar as pessoas a adotarem medidas necessárias, como subir os móveis, retirar animais domésticos e idosos, preparando local seguro para eles”.

Casas do bairro São Tarcísio são as primeiras a serem atingidas pelo rio Doce — Foto: Prefeitura de Governador Valadares/Divulgação

Casas do bairro São Tarcísio são as primeiras a serem atingidas pelo rio Doce — Foto: Prefeitura de Governador Valadares/Divulgação

Usina faz comunicado

 

A Usina de Baguari divulgou comunicado neste domingo (9), informando que tem subido a vazão do rio Doce e o volume não tem como ser represado.

“A UHE Baguari é uma usina que opera a fio d’água. Portanto, o volume de água que chega à usina precisa ser liberado, inclusive em períodos de chuvas intensas, uma vez que seu reservatório não tem capacidade de armazenamento”, diz o comunicado.

Ainda conforme a Usina, até este domingo o local operava dentro dos padrões normais de excelência operacional e segurança.

Arte compara a medição do volume do Rio Doce nas réguas do SAAE (local) e da CPRM (nacional) — Foto: Arquivo/Prefeitura Governador Valadares/Divulgação

Com informações também do Portal G1 Vales.