Receita Federal investiga William Bonner e mais 20 funcionários da TV Globo

Além de Bonner, o jornal apurou que ao menos mais 20 outros âncoras, jornalistas, artistas e ex-profissionais da emissora já receberam multas do Fisco (foto: TV Globo/Reprodução)

Receita Federal investiga William Bonner e mais 20 funcionários da TV Globo

A Receita acusa profissionais da emissora de conluio para reduzir o pagamento de impostos e de sonegar o Fisco por meio da chamada ‘pejotização’

O apresentador e editor-chefe do Jornal Nacional, William Bonner, além de outros 20 funcionários da TV Globo, estão na mira da Receita Federal.

A investigação apura a contratação dos profissionais da emissora, que estariam sendo admitidos como pessoa jurídica para pagar alíquotas de imposto menores do que pagariam com a carteira assinada.

A prática, conhecida como “pejotização”, é bastante comum no jornalismo e faz com que menos tributos sejam pagos em relação aos funcionários que têm carteira assinada.

A informação foi revelada pelo colunista Ricardo Feltrin, do UOL. Segundo ele, Bonner recebeu uma autuação milionária e retroativa.

Em comunicado, a empresa garantiu que todas as formas de contratação estão dentro da legislação e que os impostos são pagos regularmente.

“Assim como qualquer empresa, a Globo é passível de fiscalizações, tendo garantido por lei também o direto de questionar, em sua defesa, possíveis cobranças indevidas do fisco”, diz o canal de TV.