Desorganizado, Cruzeiro decepciona mais uma vez, perde para o Avaí e flerta com o Z-4

Cruzeiro perde mais uma na Série B do Brasileiro

Desorganizado, Cruzeiro decepciona mais uma vez, perde para o Avaí e flerta com o Z-4

A expectativa do encontro entre Cruzeiro e Avaí, neste sábado (17), no Mineirão, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, passava muito por uma possível evolução da equipe celeste que teve, pela primeira vez sob o comando de Mozart, uma semana de preparação para a partida. No entanto, o tempo maior de preparo não foi o suficiente para fazer com que o time azul voltasse a vencer na competição. A Raposa foi derrotada, por 3 a 0, com gols de Marcos Serrato e Renato, duas vezes.

Publicidade

PlayvolumeAd
O Cruzeiro chega ao sexto jogo sem vitória Segunda Divisão, somando duas derrotas e quatro empates. Além do mau momento na competição, o time segue mantendo a escrita negativa de não vencer o Avaí desde 2011.

Com o resultado, a Raposa estaciona nos 11 pontos e pode terminar a rodada na 16ª posição, dependendo dos demais resultados. Já o Avaí chega aos 18 pontos e encosta no G-4 da Série B.

O Cruzeiro volta a campo na próxima terça-feira (20), contra o Remo, às 19h, no Baenão. Já os catarinenses jogam na quinta-feira (22), às 21h30, na Ressacada.

Primeiro tempo

A primeira etapa foi de poucas chances criadas até que aos 17, na primeira boa chegada, o Avaí abriu o placar. A equipe catarinense desceu no contra-ataque, com espaço, até que a bola caiu nos pés de Marcos Serrato, que finalizou no canto direito de Fábio.

O primeiro chute a gol do Cruzeiro foi aparecer só aos 28, com Bruno José pegando de média distância, sem rebote do goleiro. A equipe celeste passou a ter um pouco mais de volume, mas não o suficiente para descer para os vestiários com o empate.

Segundo tempo

Com as dificuldades da primeira etapa, o auxiliar Dênis Iwamura voltou do intervalo com três mudanças. Aos 5 minutos, Marcelo Moreno mandou uma cabeçada no travessão após receber cruzamento da direita de Rômulo.

O Cruzeiro melhorou no jogo, passou a ter as melhores ações, a criar volume. No entanto, o Avaí foi quem definiu a partida com o gol de Renato, aos 24, após contra-ataque armado por Getúlio, e aos 35, com Renato novamente, após Copete encontrar liberdade em um Cruzeiro totalmente desarrumado.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0

Fábio; Norberto, Léo Santos (Wellington Nem), Rhodolfo, Jean (Felipe Augusto); Lucas Ventura (Rômulo), Ariel Cabral, Marcinho, Claudinho (Rafael Sóbis); Bruno José (Giovanni) e Marcelo Moreno Técnico: Denis Iwamura.

AVAÍ 3

Gledson; Edílson (João Lucas), Betão, Rafael Pereira e Diego Renan; Marcos Serrato (Valdivida), Bruno Silva (Wesley), Lourenço; Vinicius Leite (Renato), Copete e Getúlio (Junior Dutra). Técnico: Claudinei Oliveira

DATA: 17 de julho (sábado)
HORÁRIO: 16h30
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ÁRBITRAGEM: Alisson Sidnei Furtado, auxiliado por Fábio Pereira e Cipriano da Silva Sousa, todos de Tocantins.
CARTÕES AMARELOS: Giovanni (Cruzeiro); Edilson, Bruno Silva e Renato (Avaí)
GOLS: Renato (2) e Marcos Serrato