Bloco derrotado irá ao STF contra decisão de Lira

Presidente da Câmara deputado Arthur Lira

Bloco derrotado irá ao STF contra decisão de Lira

Os partidos que apoiaram a candidatura derrotada de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara dos Deputados prometeram na madrugada desta terça-feira recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do novo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), que dissolveu o bloco partidário formado em torno do emedebista e anulou a eleição para as demais cadeiras da Mesa Diretora.

Após a vitória esmagadora de Lira, que teve apoio escancarado do presidente Jair Bolsonaro, no primeiro turno, o novo presidente dissolveu o bloco de Baleia, revertendo decisão do ex-presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sob argumento de que o bloco partidário foi registrado fora do prazo estabelecido.

 

“Os partidos que se uniram em torno da defesa de uma Câmara livre e independente repudiam, com a mais intensa veemência, o ato autoritário, antirregimental e ilegal praticado pelo deputado Arthur Lira. A eleição é una: não se pode aceitar só a parte que interessa”, afirma a nota assinada por PT, MDB, PSB, PSDB, PDT, PCdoB, Cidadania, PV e Rede.

“Não aceitaremos. Vamos ao STF em defesa da democracia e do Parlamento brasileiro”, prometeram.